domingo, 1 de fevereiro de 2009

Bariloche Parte 1- Cerro Campanário e Circuito Chico

Finalmente depois da correria desde setembro consegui um tempo para colocar um post sobre a viagem que fizemos a Bariloche.

Eu e a Má estávamos planejando a nossa viagem de lua de mel e depois de mais de dez anos juntos resolvemos aproveitar para unir o útil com o agradável e irmos conhecer a famosa Bariloche. Como o Milton e a Ana já moram lá e não poderiam vir para nosso casório decidimos ir encher o saco deles lá. Bom como já iríamos passar a nossa “lua de mel” com os nossos amigos lá na Argentina resolvemos aproveitar e completar a viagem levando na bagagem duas “malas”, o Márcio e a Patrícia. Mas lua de mel com amigos e na casa de amigos? Pois é, mais um paradigma quebrado de forma excelente, juntamos tudo o que gostamos num pacote só, amor, montanhas e amigos, será que poderia dar errado??? Com certeza não.

A época escolhida foi o final da temporada, setembro quando o clima ainda está ameno e existe um restinho de neve porém os preços já estão abaixando.

Data: 21/09/2009
Saída de São Paulo com destino a Bariloche.

Data: 22/09/2009 – Cerro Campanário e Circuito Chico

Aproximadamente 3:00 chegada ao aeroporto de Bariloche, fomos direto para a casa do Milton e da Ana que nos receberam com um lanche muito bom para fechar a noite com chave de ouro. Pela manhã fomos a Cerro Campanário onde subimos por trilha até a cafeteria que fica no topo. Deixamos o carro estacionado na área na frente do teleférico (acho que deve ser no km 17 da Bustillo) e subimos a trilha em +/- 1 hora, a vista lá de cima (1050m) é excelente e vale a pena a caminhada.

Inicio da Trilha Subida tranquila com um visual excelente.

Pose pra foto.

Da esquerda para a direita, eu, Márcio e Milton.

O interior da cafeteria.

Tomando um lanchinho apreciando o visual.

Descemos do Campanário e partimos para completar o Circuito Chico que nada mais é que uma volta pelos principais pontos turísticos de Bariloche, é um excelente percurso para ser feito de bicicleta, onde a paisagem é de tirar o fôlego e existem diversas prainhas onde é possível parar e relaxar.

Mapa do circuito

Capela San Eduardo.

Lateral da Capela San Eduardo com hotel Lhao Lhao ao fundo.

Vista do hotel Lhao Lhao.

De frente para o Cerro Lopes

Existem vários pontos de parada ao longo do caminho.

Paisagem

Mais um pouco da paisagem.

Uma das pontes do circuito Chico.

Vista da parte de baixo da ponte.

A cor da água é impressionante, repare nos pontos pretos na água, são trutas e é possível quase pega-las com as mãos.


Mirante.


Vista do lado esquerdo do mirante.


Vista do lado direito do mirante.

Para fechar o dia 22 fomos nas lojinhas do centro para a mulherada comprar os famosos chocolates, e aproveitamos para comprar uns defumados para fazermos uma "picada".

Logo mais postarei as outras partes da viagem.

Informações Úteis:

Vôo:

Fechamos o vôo ida e volta com a empresa Pluna, com escala em Montevidéu, porém duas semanas antes da viagem a Pluna antecipou o vôo Montevidéu – Bariloche o que faria com que perdêssemos esse vôo e nos deu a opção de ficarmos em Montevidéu o que não era interessante pra nós, negociamos e a Pluna nos transferiu para o vôo direto da TAM São Paulo – Bariloche e bancou a diferença.

Vôo Ida: Direto da TAM Guarulhos-Bariloche
O custo do vôo ida e volta para duas pessoas pela Pluna saiu por R$1970,00
Tempo de vôo: +/- 5 horas

Vôo Volta: Viemos com a Pluna conforme havíamos comprado. Fizemos escala em Montevideu no Uruguai.

Hospedagem:

Em Bariloche existem inúmeras opções de hospedagem desde hotéis de luxo até albergues. Ficamos hospedados na Hosteria de La Luna, uma pousada simples mas aconchegante que não fica bem no centro da cidade. Optamos por lá por estar na Av. Bustillo que é uma das principais de Bariloche, o preço também se enquadrava no nosso orçamento e por estar próximo da casa do Milton. O café da manhã é bem simples, leite, sucrilhos, suco de laranja, pão, presunto, queijo, etc.

A vista do quarto que ficamos é excelente, voltada para o lago e para as montanhas:

Ficamos do dia 23/09/2008 até 28/09/2009 e o preço foi de R$470,00.

Recomendo a Hosteria de La Luna para aqueles viajantes que não estejam buscando muito luxo e sim um lugar limpo e tranqüilo onde se possa tomar um banho quente e ter uma boa noite de sono.

Dica: Encontramos e fizemos a reserva pelo portal Interhabit (http://www.interhabit.com/index_2.htm ) que oferece várias opções de hospedagem.


Aluguel do carro:

Alugamos o carro do Carlos da Andina (http://www.andinarentacar.com.ar/), o Carlos já havia alugado carro para o Márcio na viagem do ano anterior e nos fez um preço melhor além de nos encontrar no aeroporto as 3:20 da manhã do dia 22/09/2008, lá mesmo no estacionamento do aeroporto assinamos a papelada e só nos encontramos na entrega do carro.

O carro alugado foi um corsa wagon que saiu por 1000 pesos por 10 dias.



Sugestão de guia de montanha brasileiro em Bariloche: Milton Marques

Um comentário:

Carlos disse...

Por favor, qual seria a diferença do Circuito Chico para o Circuito Grande. Desde já agradeço!